19h18

Unijorge participa de criação de museu sobre vida de Jorge Amado

Compartilhe
Tamanho do Texto
Será aberto ao público, no próximo dia 14, o Museu Casa do Rio Vermelho, um memorial montado na casa de número 33 da rua Alagoinhas, no bairro do Rio Vermelho, onde viveu o casal de escritores Jorge Amado e Zélia Gattai. A iniciativa é uma ação conjunta da prefeitura municipal de Salvador, da Fundação Casa de Jorge Amado e da família do escritor, com patrocínio de Unijorge, Bradesco, Grupo LM e Iguatemi. 

Desenhado pelo cenógrafo e curador de museus Gringo Cardia após um ano de pesquisas, o memorial foi montado no espaço de mil metros quadrados da casa, inclusive na área do jardim, onde estão as cinzas do casal. "Utilizamos a tecnologia de ponta, documentos, cartas, móveis, áudios, vídeos, tudo para permitir que o baiano e o turista mergulhem na intimidade de Jorge Amado e Zélia Gattai. São mais de dez horas apenas de vídeo, o que torna impossível conhecer tudo que o imóvel apresenta em uma visita. Sem dúvida é um dos melhores museus biográficos do mundo.", afirmou o secretário de Desenvolvimento, Turismo e Cultura, Guilherme Bellintani.

Sobre a participação da Unijorge, Mário Calmon, vice-presidente de Relações Institucionais do Centro Universitário, afirmou, “nós da Unijorge acreditamos que Jorge Amado foi um dos escritores que melhor representou o Brasil através da literatura. A inquestionável qualidade de suas obras permitiu que fossem traduzidas para idiomas diversos - como armênio, coreano, dinamarquês, francês, holandês e turco – e alcançassem o mundo. É, portanto, um prazer participarmos da criação desse grande museu biográfico, que será uma das principais atrações turísticas de Salvador”.
Tenha mais experiências na Unijorge
Quer mais informações?
Espaço do Colaborador:
2007 - 2020. Unijorge - CNPJ: 01.120.386/0001-38. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital