11h45

Aluno de Engenharia Civil conta sobre sua experiência de intercâmbio

Compartilhe
Tamanho do Texto
Aluno de Engenharia Civil conta sobre sua experiência de intercâmbio
O estudante de Engenharia Civil da Unijorge, Alexandre Nascimento, é um jovem de 24 anos, que atua na área civil como técnico em edificações há seis anos. Em 2013, ele iniciou sua jornada pelo Ciência sem Fronteiras, para cursar dois semestres de Engenharia Civil na Universidade de Kentucky, em Lexington, Estados Unidos.

Após o intercâmbio pelo programa do governo, Alexandre voltou para concluir sua graduação na Unijorge e nos contou um pouco sobre a experiência em outro país.

Se você também quer saber as possibilidades de intercâmbio através da Unijorge, deseja um auxílio para o Ciência sem Fronteira ou quer aprender um novo idioma com descontos exclusivos, pode entrar em contato com o Escritório Internacional por e-mail internacional@unijorge.edu.br ou telefone (71)3206-8064. Com a equipe do Escritório, o interessado pode obter mais informações sobre os descontos exclusivos para cursar inglês pela ACBEU; espanhol pelo Instituto Cervantes; francês pela Aliança Francesa; alemão pelo ICBA; chinês pelo Guhan Mandarim; e outros doze idiomas em EAD pelo Rosetta Stone.

- Como surgiu a possibilidade do Ciência sem Fronteiras?
Eu fui informado por um amigo sobre uma chamada aberta para o programa. Verifiquei o edital e vi que eu tinha os requisitos necessários para participar dele.

- Como foi a experiência de viver um ano e meio em um outro país?
Foi uma experiência maravilhosa e de extrema importância para minha carreira e minha vida pessoal. Além de poder me tornar fluente na língua inglesa, eu pude adquirir conhecimento acadêmico, participando de aulas de Engenharia Civil ministradas por professores de excelência; e cultural, com a possibilidade de conhecer a cultura americana e um pouco de outras culturas transmitidas por outros estudantes estrangeiros. Foi um processo muito intenso que me permitiu ver o mundo de outra maneira.

- Como a Unijorge o ajudou no processo do Ciência sem Fronteiras?
Como se tratava de um programa novo, enfrentei alguns desafios junto com a coordenação de meu curso. Contudo a equipe do Escritório Internacional da Unijorge me auxiliou em todos os momentos necessários e foi bastante atenciosa.

- Quais conselhos você daria a um estudante que queira também a experiência de intercâmbio?
Primeiro de tudo aprender uma língua estrangeira, seja ela qual for. Obter proficiência do idioma e buscar oportunidades que são oferecidas pelo governo federal nos programas existentes ou até mesmo por agências de intercâmbio. De antemão, o conhecimento do básico prévio do idioma é muito importante.
Tenha mais experiências na Unijorge
Quer mais informações?
Espaço do Colaborador:
2007 - 2020. Unijorge - CNPJ: 01.120.386/0001-38. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital