16h56

Em palestra internacional, professor indica 6 passos para criar uma inovação

Compartilhe
Tamanho do Texto
“O cantor Leonard Cohen diz que há três guerras no mundo: a guerra entre homens e mulheres, entre ricos e pobres e entre os que sabem que existe uma guerra e os que dizem que ela não existe. Mas, além dessas três guerras, existe uma ainda maior que nos cerca todos os dias: a guerra entre as pessoas que tomam atitudes, que vivem para fazer o mundo girar, e aquelas que são somente parte do problema”. Com essa fala, o professor português Jorge Vasconcellos e Sá (foto), catedrático da Swiss Business School (Zurique) e da AESE (associado ao Instituto de Estudos Superiores da Empresa - IESE de Barcelona), iniciou a Palestra de Excelência “Como inovar: a minha empresa é o meu primeiro emprego” na manhã desta quarta-feira, no auditório Zélia Gattai (campus Paralela).
 
Segundo o palestrante, entre as pessoas que vivem para fazer o mundo girar estão os empresários – e, sem dúvidas, aqueles responsáveis pelas empresas de maior sucesso da história. E grande parte deles, de acordo com o professor, criaram suas empresas cedo, quando ainda eram muito jovens, e fizeram a diferença com ideias surgidas em garagens (sem muito dinheiro, sem apoio de grandes empresas e sem recursos complexos).
 
6 passos para criar uma inovação
 
Para ser bem sucedido, segundo o professor, duas coisas são fundamentais: saber com clareza o que se quer (qual a sua inovação) e decidir como agir para conseguir o que se quer. O ponto de partida para definir o que se quer, segundo ele, é identificar uma necessidade que ainda não tenha sido satisfeita. Algo que falte. Para isso, ele sugere que sejam seguidos 6 passos:
 
1 – Tenha atitude – algo que, para o professor, é uma pequena coisa que faz uma grande diferença. “Esteja sempre atento ao que se passa ao seu redor para identificar boas oportunidades e dedique-se de alma e coração a uma boa ideia. Não tenha receio de estar sozinho, pois uma pessoa sozinha, estando com razão, faz a maioria”, diz. “Em vez de perguntar ‘por que’, aprenda a perguntar ‘por que não’”, conclui.
 
2- Tome notas. Para professor Vasconcellos, ideias são como pássaros; voam. “Quando tomamos notas, somos obrigados a refletir e isso reorganiza nossas ideias”, explica.
 
3- Saiba onde procurar as inovações. Não é necessário sair anotando tudo que acontece durante o dia. De acordo com o palestrante, você deve ficar atendo aos momentos de hobby, atividades de part-time e atividades diárias de preocupação. “Ou seja, das situações que você conhece bem podem surgir soluções simples para grandes necessidades - guarde o bloquinho de notas para esses momentos”, aconselha.
 
4- Esteja atento aos diversos tipos de inovações possíveis. Há inovações que vêm para eliminar aborrecimentos, para trazer flexibilidade/ versatilidade ou para criar uma qualidade. Quando procurar uma inovação, não se limite ao óbvio.
 
5- Busque soluções, mas não tente inventar a roda. “Muitas vezes a solução que você procura já está sendo utilizada de outra maneira”, diz o professor Vasconcellos e Sá. “Do carrinho de compras pode ter vindo a ideia de pôr rodinhas numa mala, por exemplo. Olhe ao seu redor”, diz.
 
6- Teste a sua ideia. Se puder, distribua gratuitamente para que as pessoas a testem. Se ela for razoavelmente cara, recorra a leilões on-line ou a feiras/eventos. Se ela for muito cara, teste apenas com um grupo de parentes ou amigos.
 
Grande entusiasta do poder de realização individual daqueles que acreditam em suas ideias, o professor Vasconcellos e Sá ainda explicitou que, identificada a necessidade, deve-se ter clareza quanto a quem é o cliente, o que é valor para o cliente, onde está o cliente e se há outras coisas que possam lhe ser vendidas no futuro. “Deste modo”, ele diz, “aumentam consideravelmente as chances de ter sucesso com sua inovação”.
 
“O mais importante é saber que não existe uma personalidade única que caracterize a pessoa que inova. Quem inova são pessoas diferentes que têm em comum um comportamento, uma maneira de estar na vida”, ele diz. “Ter atitude e trabalhar com afinco. Não se preocupar em ser brilhante, mas ser simples, como diria Peter Drucker, e não procurar ter um produto que faça de tudo, mas um produto que faça uma coisa apenas, mas muito bem. E não desistir. Esse é um bom caminho”, concluiu.  

---------------------------------------

Por que não viver o seu sonho todos os dias? Venha para a Unijorge e tenha acesso a uma formação multidisciplinar em uma instituição que acredita que a sua hora de ser feliz é agora. Clique aqui, escolha uma das nossas formas de ingresso e confira os passos para seu ingresso na Graduação, em nossos programas de Bacharelado,Licenciatura ou Cursos Superiores de Tecnologia, ou na pós-graduação.

Conheça também nossos cursos de Graduação e Pós-Graduação EAD, para você que prefere fazer seus próprios horários, sem perder a qualidade do ensino Unijorge!
Tenha mais experiências na Unijorge
Quer mais informações?
Espaço do Colaborador:
2007 - 2020. Unijorge - CNPJ: 01.120.386/0001-38. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital