09h40

Embaixador da União Europeia aborda relações com o Brasil em palestra

Compartilhe
Tamanho do Texto
Como a aliança entre a União Europeia e o Brasil tem contribuído para alavancar mudanças positivas no mundo? Essa e outras questões foram apresentadas pelo embaixador da UE, João Gomes Cravinho, durante a palestra “Dez Anos de Parceria Estratégica União Europeia-Brasil”, marcando a Aula Nobre de abertura do semestre letivo do curso de bacharelado em Relações Internacionais da Unijorge. Na ocasião, o embaixador relembrou ainda o início da União Europeia – refletindo um projeto de paz e de prosperidade comum almejadas com o fim da 2ª Guerra Mundial - e comentou os principais desafios enfrentados hoje pela organização.
 
Representando a união de 28 países, a União Europeia, segundo seu embaixador, precisa ter uma estratégia realista, porém norteada por princípios claros e éticos que organizem seu pensamento. “Temos consciência do impacto que nossas políticas têm em outras partes do mundo. Por outro lado, embora sejamos um elemento imprescindível para a transformação do planeta, sabemos que, sozinhos, não vamos a lugar nenhum”, disse. Por esse motivo, ele explicou que a estratégia global da União Europeia – uma doutrina para o relacionamento com outras partes do mundo – é também cada vez mais necessária para a mobilização de apoios para a modernização global.
 
Sobretudo ao tratar dos três principais desafios enfrentados pela União Europeia nos últimos anos – a problemática dos fluxos migratórios, o Brexit e a situação econômica da região – o embaixador enfatizou a importância das negociações e cooperações entre nações e trouxe à luz perspectivas de resolução dessas questões.
 
Tratando especificamente das relações entre o Brasil e a União Europeia, ele comentou três exemplos de como, juntos, Brasil e UE possuem uma força positiva na transformação da sociedade mundial: nas questões sobre a governança da internet (em que ambos defendem um modelo multissetorial, democrático e transparente), na credibilidade que ambos deram à Organização Mundial do Comércio (e seu trabalho para influenciar a governança global) e, mais importante, no combate às alterações climáticas (quando, em dezembro de 2015, UE e Brasil chegaram juntos a um acordo sobre como reduzir as emissões globais e conseguiram mobilizar apoios para promover algo relevante para o mundo).
 
A Aula Nobre do curso de Relações Internacionais contou com a presença de diversas autoridades, entre cônsules e representantes de organizações sociais. 
Tenha mais experiências na Unijorge
Quer mais informações?
Espaço do Colaborador:
2007 - 2020. Unijorge - CNPJ: 01.120.386/0001-38. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital