16h10

Sucesso: Blogueira Martinha Fonseca fala sobre sua trajetória na Unijorge

Compartilhe
Tamanho do Texto
Martinha Fonseca é formada em Jornalismo pela Unijorge e uma das convidadas da aula inaugural dos cursos de Publicidade e Propaganda e Jornalismo, que acontece em 22 de março, às 9h30, no auditório Zélia Gattai, campus Paralela. O evento trará cases de sucesso com egressos da Unijorge e contará com a participação dos protagonistas dos projetos “Armário de Madame” e “Bar FC”. Martinha está à frente do “Armário de Madame” há seis anos e conta um pouco sobre como começou sua trajetória profissional ainda dentro da faculdade.
 
  1. Quando você descobriu que queria ser Jornalista?
Desde que eu me entendia por gente eu pensava em fazer jornalismo. Sinceramente, eu não me recordo de ter sequer cogitado fazer outra faculdade. O que mais me fascina sobre a profissão é essa capacidade de passear por diversos assuntos, de encontrar pessoas e contar suas históricas, de estar onde a vida e a história acontecem.
  1. Como foi sua formação na Unijorge e quais você acha que são os diferenciais da instituição?
Eu tive a sorte de ter uma turma muito boa, diversa e questionadora - e isso enriqueceu muito minha experiência. Além disso, a estrutura física e de equipamentos da Unijorge é muito boa.  Além das divisões teóricas em sala, eu tive a oportunidade de, ainda na faculdade, executar esses ensinamentos e ver como a dinâmica da profissão acontecia em sala. Lembro de ouvir falar sobre vlogs e esse modo de se "auto filmar" na faculdade! Hoje em dia esse formato é a base do conteúdo que vemos em muitos canais no YouTube.
  1. Quando descobriu qual era a sua vocação dentro da profissão?
Ao contrário da maioria das pessoas, eu não entrei na faculdade querendo trabalhar em jornais e revistas. Não me via nessa rotina de editoriais. Meu primeiro ponto de interesse era o trabalho de assessoria, gestão de comunicação e gerenciamento das mídias sociais. Na verdade, eu sempre quis ter meu próprio negócio e esses bastidores da comunicação me atraiam mais. O blog só apareceu para mim no último ano da faculdade, quando abri o Armário de Madame para ser um hobby durante o estresse de escrever a monografia.
  1. Quando surgiu a ideia de criar o blog e como tem sido a experiência?
Como disse, foi no final do curso, mais como um hobby para me distrair durante a monografia. No entanto,  apenas uns seis meses para eu fazer meu primeiro trabalho e perceber que eu poderia transformar esse hobby em negócio. Uma loja que eu já era cliente me chamou para fazer fotos de loja, igual como ela tinha visto outras blogueiras em outras cidades fazerem, desde então, tenho trabalhado muito e conquistado meu lugar ao sol! Já trabalhei com marcas como Natura, C&A, Dafiti, Pantene, PANDORA e entre outras marcas grandes nacionais e locais. Gosto muito do que faço, principalmente porque, além de falar de moda, loja do dia, tendências e dicas, eu tenho como objetivo principal levar informação para pessoas, ajudar mais mulheres a se conhecerem, conhecerem seu estilo, a se sentirem bem com elas mesmas, sabe? Essa moda com propósito é que me fascina e me realiza!
  1. Quais suas dicas para quem está ingressando agora no curso?
Eu diria para deixar o radar ligado e aproveitar ao máximo a experiência de ser estudante. Eu sei que tem muita gente que entra na faculdade já sabendo que caminho quer seguir dentro do jornalismo, mas toda vivência pode ser enriquecedora. Você pode descobrir uma possibilidade nova que nem tinha pensado antes! Hoje, por exemplo, trabalho moda, mas não deixo de ler e me informar sobre política, economia, negócios. Para mim uma das grandes maravilhas do jornalismo é essa capacidade de ser diverso, e ignorar isso durante a faculdade seria um desperdício!
 
Tenha mais experiências na Unijorge
Quer mais informações?
Espaço do Colaborador:
2007 - 2020. Unijorge - CNPJ: 01.120.386/0001-38. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital