17h07

Egressos da Unijorge conquistam primeiro lugar em festival de curtas-metragens

Compartilhe
Tamanho do Texto
O curta-metragem “Até provar que não”, escrito e dirigido por Lucas C. S. Portela, graduado em Produção Audiovisual pela Unijorge, foi o primeiro colocado na seleção on-line do 13º Festival Taguatinga de Cinema. O curta, que retrata desdobramentos da chacina ocorrida no bairro do Cabula, em Salvador, no ano de 2015, competiu com outros 380 filmes e agora segue para a mostra competitiva que ocorrerá em agosto no Distrito Federal.

Com o tema “O Movimento em Nós”, o Festival Taguatinga de Cinema apresenta em 2018 obras que abordam narrativas de resistência e transformação frente à aridez de retrocessos no Brasil atual. A votação on-line ficou aberta entre os meses de maio e junho, com 6.621 votos efetivados no total – dos quais 391 foram direcionados à produção baiana. O curta também teve o maior número de exibições no concurso – 1.254 espectadores em 30 dias. Além de Lucas Portela, participaram da produção do filme os egressos Samir Trindade, Yuji Katayose e Eduardo Gonzalez.

Chacina
No dia 6 de fevereiro de 2015, 24 jovens negros foram alvejados a tiros pelas forças policiais da Bahia. Destes, 12 não resistiram aos ferimentos e faleceram. O incidente causou grande comoção e dividiu opiniões na sociedade, sobretudo após movimentos sociais e parentes das vítimas contestarem a versão oficial apresentada pela PM, na qual os policiais teriam agido em legítima defesa, alegando que todos os mortos eram inocentes, sem passagem pela polícia e que apresentavam marcas de tortura.

Para assistir ao curta-metragem, acesse: https://festivaltaguatinga.com.br/festivalTagua/13/assista/vote/filme/1048
Tenha mais experiências na Unijorge
Quer mais informações?
Espaço do Colaborador:
2007 - 2020. Unijorge - CNPJ: 01.120.386/0001-38. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital