17h07

Interculte começa com bate-papo sobre as relações humanas na era da tecnologia

Compartilhe
Tamanho do Texto
Interculte começa com bate-papo sobre as relações humanas na era da tecnologia

“Quem aqui nesta sala não tem um aparelho de telefone em mãos com conexão de rede e câmera?”. Questionou a pesquisadora argentina Paula Sibilia às dezenas de ouvintes da primeira palestra do 14º Encontro Interdisciplinar de Cultura, Tecnologias e Educação (Interculte), que aconteceu nesta manhã no Auditório Zelia Gattai, no Campus Paralela. A pergunta surgiu logo no início do debate sobre a compatibilização das tecnologias digitais com o cotidiano das pessoas.
 
Um dos assuntos postos em questão foi a intimidade, que antes da internet era mantida em privacidade. “Nossos corpos e nossas maneiras de viver têm se compatibilizado com essas novas tecnologias em tão pouco tempo... Em tempos modernos, as redes sociais ultrapassam e atravessam todas as paredes, inclusive do que é privado para o que é público”, ressaltou a pesquisadora residente no Rio de Janeiro, ao falar sobre a transformação da vida em espetáculo.
 
A mudança, dita como história por Paula Sibilia, tem motivado uma série de problemas, muito deles relacionados ao excesso de exposição e quebra de paredes que antes protegiam a privacidade. O bate-papo se estendeu por toda a manhã, com a participação dos ouvintes. Durante a conversa, a ensaísta trouxe um pouco sobre o que apresenta em seus livros publicados, fruto dos estudos sob a perspectiva genealógica, que contemplam particularmente as relações entre corpos, subjetividades, tecnologias e manifestações midiáticas ou artísticas.
 
No mesmo campus, acontece durante todo o dia, até quinta-feira, 24 de outubro, palestras, oficinas, minicursos e apresentações de trabalhos acadêmicos. Neste ano, todas as atividades trazem as múltiplas redes semânticas do tema Arte Expandida. Você pode conferir aqui a programação completa.
 
“São 400 atividades nestes três dias. A ideia é discutir a arte como clínica, a arte que se expande a várias atividades, a várias áreas do conhecimento. Por isso, não impede que nós transbordemos para outras áreas. O Interculte é um evento transdisciplinar, que pensa a arte como intervenção, criação e possibilidade de outros modos de vida”, destacou Midia Garcia, pró-reitora acadêmica da Unijorge, sobre esta 14ª edição do encontro.

Tenha mais experiências na Unijorge
Quer mais informações?
Espaço do Colaborador:
2007 - 2020. Unijorge - CNPJ: 01.120.386/0001-38. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital