10h09

Alunas do Programa de Iniciação Científica da UJ são aprovadas em mestrado

Compartilhe
Tamanho do Texto
Alunas do Programa de Iniciação Científica da UJ são aprovadas em mestrado

A Unijorge proporciona uma vida acadêmica sem fronteiras aos alunos. Um dos programas de destaque da instituição é a Iniciação Científica, que permite, desde cedo, introduzir o estudante de graduação no universo da pesquisa. Foi a partir dessa experiência que Thalyta Figueiredo, egressa de Arquitetura e Urbanismo em 2019.2, viu um novo caminho para a trajetória profissional. Hoje, comemora a aprovação como aluna especial do mestrado da UFBA em urbanismo.
 
“Comecei a iniciação científica logo no começo da faculdade, em 2016. Isso me deu um gás para continuar pesquisando. Foi muito importante para mim também ter participado do Escritório Experimental de Arquitetura e Urbanismo. Eu nem esperava que ia ser aprovada assim de cara, já saindo da graduação. Fiquei muito feliz! Sou muito grata ao ensino da Unijorge, aos professores e a tudo que me proporcionaram durante o curso”, conta Thalyta, que seguirá na UFBA estudando o meu tema do TCC da graduação: áreas urbanas de Santo Antônio de Jesus, sua cidade natal.

Quem também agora só tem o que comemorar é Sueide Rosa, colega de Thalyta no curso de Arquitetura e Urbanismo da Unijorge. Ela foi uma das selecionadas para ser aluna especial do mestrado da UFBA na área de restauração. Se apaixonou pela área durante a graduação, após ter descoberto as diversas áreas de atuação da profissão no Programa de Mentoring da instituição.

“Fizemos muitas visitas em obras, lugares históricos de Salvador, hotéis, igrejas. Daí segui a mesma linha em tudo que participei durante o curso, como no Escritório Experimental, na Iniciação Científica e no TCC. Foi fundamental todo este caminho que trilhei na graduação, inclusive porque passei justamente na disciplina de restauro”, conta a ex-aluna.

O Programa de Iniciação Científica da Unijorge se caracteriza por ser um passo importante para a formação do aluno que, acompanhado de um professor orientador, terá contato direto com pressupostos teóricos e metodológicos. Um primeiro passo e mais um diferencial rumo à vida acadêmica, despertando o interesse do graduando em ingressar, no futuro, em programas de pós-graduação.

Na foto de destaque da matéria: Sueide Rosa em visita à obra da Igreja de São Francisco Gusmão, no Pelourinho, em Salvador
Na foto acima, Thalyta Figueiredo em sala de aula com colegas e professores antes de viagem guiada a Buenos Aires

Tenha mais experiências na Unijorge
Quer mais informações?
Espaço do Colaborador:
2007 - 2020. Unijorge - CNPJ: 01.120.386/0001-38. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital