Por Carine Lima | 20/10/2022

30º Diálogos Sociojurídicos discutirá o tema direitos humanos e insegurança alimentar

Fonte: Própria

Evento permanente do Curso de Direito da UJ, o Diálogos Sociojurídicos chega a sua 30º Edição com o tema: Comida é um Direito Humano: os desafios da insegurança alimentar e populações vulneráveis.

 

A atividade será realizada no dia 20/10/22, às 17h, com transmissão pela Plataforma Teams, e contará com a participação de especialistas e docentes da Unijorge.

 

A 30ª Edição do Diálogos Sociojurídicos abordará uma das mais sensíveis temáticas da atualidade e que foi potencializada em vários países do mundo com a pandemia da COVID 19 precisando, ainda, ser amplamente discutida não só no âmbito do Direito, mas em todos os demais cursos, promovendo uma leitura interdisciplinar de um dos mais graves problemas que a humanidade enfrenta.

 

A trajetória do Diálogos Sociojurídicos, que em 2022 comemora 15 anos de ininterrupta atuação, já é um diferencial no curso de Direito pelas oportunidades que vem gerando, de abordar temas de grande relevância social.

 

Com isso, é possível afirmar que o curso vem se distanciando do modelo “currículo oculto”, uma vez que tem colocado em pauta questões sociais, a partir da adoção de contornos problematizadores e geradores de interesses de pesquisa que, nos últimos anos, fizeram nascer Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) abordando temas discutidos no evento.

 

Atividades continuadas como o Diálogos Sociojurídicos estão permitindo novos aprendizados, no processo de educação jurídica, compondo o vasto conjunto de ações pedagógicas complementares do Curso de Direito da UJ e contribuindo, contudo, para a formação humanizada dos futuros “agentes do Direito”. Tal processo vem sendo fomentado, principalmente, pelo contato direto com atores sociais de diversas organizações da sociedade civil organizada, poder público, iniciativa privada e estudiosos de inúmeras instituições de ensino superior que participaram das edições do evento.

 

Vale destacar que, em 2021, na edição de número 29, houve a participação de uma pesquisadora e integrante da instituição Mulheres sem Fronteira de Portugal.

 

Inscreva-se aqui! 

 

Confira os participantes:

 

Daniel Balaban

Economista e Mestre em Relações Internacionais. Especialista em Políticas Públicas, Cooperação Internacional, Mobilização de Governos e Iniciativas Inovadoras. Desde agosto de 2011 é Diretor do Centro de Excelência contra a Fome e Representante do Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas no Brasil.

 

Raimundo Bandeira Barbosa Jr

Coordenador Executivo da Ação da Cidadania – Comitê Salvador. Fundada pelo sociólogo Herbert de Souza, Betinho em 1993, no auge do Movimento pela Ética na Política, a Ação da Cidadania contra a Fome, a Miséria e pela Vida se transformou no movimento social mais reconhecido do Brasil.

 

Mediadora: Profa. Katiani Lúcia Zape

Presidente da mesa: Profa. Cínzia Barreto Carvalho

 

Voltar para notícias