Por Carine Lima | 06/10/2022

Estudantes de Amargosa e Salvador vencem a etapa local do Nasa Space Apps Challenge

Fonte: Assessoria de Imprensa

Três equipes se classificaram para o mundial que acontecerá em dezembro

 

 

Depois de um fim de semana intenso de competições e muitos desafios, com mais de 28 equipes, o Nasa Space Apps Challenge anunciou os vencedores da etapa em Salvador. O júri local aconteceu na terça-feira (4), na Unijorge, e contou com uma banca de profissionais do ecossistema de inovação baiano que ouviram as apresentações presenciais e pontuaram os projetos. O primeiro lugar ficou com o time “SSF” do Colégio Estadual Pedro Calmon, de Amargosa, formada por Esdras Souza, Esmeraldo Fábio, Júlia Victoria, Otávio Augusto e Paula de Jesus.  A equipe vencedora apresentou a proposta de desenvolver um jogo de RPG, unindo entretenimento e informação, para falar sobre a missão espacial Parker Solar Probe, sonda que foi desenvolvida pela Nasa com o objetivo de orbitar o Sol e entender melhor a sua atividade.

 

 

O segundo lugar foi para a turma “Saturno”, de Salvador, composta por Guilherme Barreto, João Bernardo, Kaique da Silva, Paulo Ricardo e Paulo Victor, com a concepção de um eficiente sistema de armazenamento de energia. O terceiro colocado foi o time “Cometa”, de Gilberto Pereira, Isabela Souza, Rikelme Santana, Karen Brenda e Esmeraldo Fábio Argolo, também de Amargosa. Eles fizeram a proposta de produção de um vídeo de animação trazendo elementos de gamification para divulgar a sonda espacial Parker. Os projetos dos grupos vencedores de Salvador vão competir com times de mais de 150 países na etapa mundial, que será realizada em dezembro.

 

 

O orientador dos times vitoriosos de Amargosa, o professor Esmeraldo Fábio Argolo, celebrou os resultados. “O evento representou uma experiência única e significativa para nossos estudantes e a conquista do primeiro e terceiro lugar, sendo a única escola pública de ensino médio na fase final, é a comprovação de que os jovens só precisam de oportunidade e apoio para ir além”, ressalta.

 

 

A presença e vitória dos participantes do interior mereceu um destaque da local lead do Nasa Space Apps Salvador, Leka Hattori. Ela acredita que estas competições são importantes para estimular e dar oportunidades para alunos das escolas públicas. “A Bahia não tem uma vocação natural para temas do segmento aeroespacial, e a maratona de inovação contribui para o fomento do conhecimento. Pensar sobre o espaço é entender, de forma mais ampla, nossa existência como habitantes do planeta Terra e tudo que estamos a fazer com ele. Há muitas mentes brilhantes nesta Bahia de Jorge Amado”, conclui.

 

 

A etapa de Salvador tem a correalização do grupo Aviva, patrocínio da Unijorge e da Prefeitura Municipal de Salvador, por meio da Diretoria de Inovação da Secretaria de Inovação e Tecnologia (SEMIT). Tem o apoio institucional da Embaixada dos EUA, através do Consulado EUA Rio, e parceria do Sebrae Bahia, Tecno Jr – UESC e Vilage Marcas e Patentes.

 

 

Voltar para notícias