Por Jessica Silva | 14/11/2022

Estudantes e egressos da Unijorge têm filmes selecionados em festivais de Cinema e o documentário ‘Saberes Quilombolas’ é premiado.

Fonte Própria.

A produção do curso de Cinema e Audiovisual da UNIJORGE está em evidência em dois importantes festivais de cinema que aconteceram na Bahia. No período de 24 a 30 de outubro, em Cachoeira, ocorreu o CineVirada – Festival de Cinema Universitário apresenta diferentes perspectivas da produção universitária regional. Também aconteceu, de 03 a 09 de novembro, no Cine Metha Glauber Rocha e no Cine Theatro Cachoeirano, a 18ª edição do Festival Internacional Panorama Coisa de Cinema, conhecido como o mais antigo festival da Bahia.

 

Durante o evento foram exibidos os curtas-metragens “Elisa” de Leticia Reis, “Encruza” de Plínio Gomes e o longa-metragem “Saberes Quilombolas” de Plinio Gomes e Bruno Saphira. “Elisa” é um curta de animação, em estilo puppet stop motion, que conta a história de uma mesa de RPG onde uma robô que acorda em uma Salvador apocalíptica e desbrava a cidade até encontrar o destino que conta sobre o seu passado. O cenário e a robô foram feitos com produtos reciclados. Já o filme “Encruza”, dirigido por Plínio Gomes, é um curta documental que volta o olhar para o orixá Exu, também conhecido como Nzila, Elegbara, Bará, Elebara e tantos outros nomes, ligado ao caminho, comunicação, comércios e proteções.

 

Além dos filmes acima, o longa-metragem “Saberes Quilombolas” foi selecionado e venceu a Competitiva Baiana do XVIII Panorama Internacional Coisa de Cinema. O longa tem como diretores o egresso do curso Cinema e Audiovisual da Unijorge, Plínio Gomes, e o professor Bruno Saphira. Em parceria Gabriel Teixeira e Priscila Rodrigues, eles produziram o documentário que tem como enredo o olhar para três comunidades de Santo Amaro da Purificação: Acupe, São Brás e Cambuta. O filme retrata como são as atividades produtivas desses remanescentes de quilombo, pesca, mariscagem e suas vivências em torno da maré.

 

Matéria produzida em parceria com o estudante de jornalismo da UJ, Breno Morais.

 

 

Voltar para notícias