06/08/2020 | 11:17 am

Como saber se Direito é a carreira certa para você?

Falar bem, saber argumentar, ter apreço pela leitura e ser bastante articulado. Se você é uma pessoa que reúne essas características, com certeza já deve ter ouvido de alguém: “Já pensou em cursar Direito?”. Mas como saber se essa é mesmo a carreira certa para você?

Considerado um dos cursos mais concorridos do país, Direito é uma das áreas profissionais mais abrangentes e tradicionais do mundo, permitindo sua atuação prática em diferentes setores da sociedade. São esses os profissionais responsáveis pela aplicação das normas jurídicas vigentes em um país, o que dá a chance de atuarem em várias linhas de trabalho.

Sempre respeitando e contribuindo para os objetivos principais da profissão e fazendo valer as leis de um país, seu papel é trabalhar na organização das relações entre os indivíduos e grupos na sociedade, função que exige muito estudo, dedicação e bastante amor aos livros.

Direito na prática | Como funciona a graduação?

O curso de bacharelado em Direito tem duração média de 5 anos e possui uma grade curricular muito abrangente. Além disso, tem uma carga horária obrigatória de estágio supervisionado, algumas atividades complementares e a exigência da apresentação de um trabalho de conclusão de curso (TCC).

Desenvolvida para preparar o aluno na atuação das mais diversas áreas, a graduação em Direito exige dedicação, mas oferece muitas oportunidades de crescimento. Na Unijorge, por exemplo, o aluno recebe uma formação humanizada, que o prepara para atuar de forma mais consciente, ética e técnica nos mais diversos ramos do direito público e privado.

Dentro da graduação, o aluno se depara com algumas matérias fundamentais para o bom desenvolvimento do senso crítico e raciocínio lógico pertinentes à profissão, além de embasar sua formação no conhecimento prático e teórico de forma dinâmica e funcional. Dentre as principais matérias da graduação, temos:

  • Direito Administrativo
  • Direito Ambiental
  • Direito Civil
  • Direito Coletivo do Trabalho
  • Direito Constitucional
  • Direito da Seguridade Social
  • Direito do Trabalho
  • Direitos Humanos
  • Direito Internacional
  • Direito Penal
  • Direito Processual Civil
  •  Direito Processual do Trabalho
  • Direito Processual Penal
  • Direito Tributário
  • Responsabilidade Social
  • Ética Profissional
  • Filosofia do Direito
  •  História do Direito
  •  Metodologia Científica
  • Responsabilidade Civil

O perfil do profissional de Direito

Com a crescente necessidade de adaptação e novas formas de lidar com profissões tão tradicionais quanto o Direito, não é possível estabelecer um perfil ideal para os estudantes que desejam construir suas carreiras na área.

Mesmo assim, e de forma geral, o profissional de Direito tem mais oportunidades de crescimento na área se possuir algumas características necessárias para a profissão, tais como empatia, perfil de liderança, determinação e sede de conhecimento.

Aqueles que se dedicam à atualização constante sobre a profissão, seja através de cursos livres, seminários e webnários ou por meio de uma especialização, como os cursos de pós-graduação, chamam a atenção do mercado de trabalho e, normalmente, recebem melhores oportunidades.

De toda forma, é imprescindível para o dia a dia do profissional o interesse e o conhecimento das mudanças sociais, políticas e jurídicas no Brasil e no mundo.

A atuação do profissional de Direito na sociedade

Se você acredita que um profissional do ramo de Direito só pode atuar como advogado, saiba que está muito enganado. Como peças-chave para a sociedade, esses profissionais podem se dedicar a muitas frentes de trabalho, fazendo a diferença em vários setores e atuando em:

  • Docência: como professores em universidades, formando novos profissionais;
  • Pesquisa: desenvolvendo conhecimento científico para as áreas educacionais ou para empresas dos setores público ou privado;
  • Diplomata: operando defesas, apresentações e negócios de interesse do país junto à comunidade internacional;
  • Juiz, Promotor de Justiça ou Procurador Público: atuando no cerne da lei e contribuindo para a dissolução de conflitos entre pessoas físicas ou jurídicas;
  • Delegado: responsável por coordenar agentes policiais, realizar inquéritos e exercer o comando de ações que envolvam questões jurídicas;
  • Consultor Jurídico ou Empreendedor Jurídico: responsável pela orientação e representação de partes envolvidas em dilemas jurídicos ou ações judiciais, atuando de forma autônoma e independente.

Quer saber mais sobre a profissão e conhecer as chances de crescimento na carreira? Então, leia o nosso e-book “Direito – A importância da profissão nos novos contextos de mercado de trabalho” e saia na frente.

Clique aqui e saiba mais